Saiba quais foram as notícias no 1º trimestre de atuação

do Trato pelo Capivari

Programas Floripa Se Liga Na Rede e Trato Pelo Capivari suspendem inspeções

18 de março de 2020.

Diante da epidemia de coronavírus e do estado de emergência decretado em Santa Catarina, os programas Floripa Se Liga Na Rede e Trato Pelo Capivari suspenderam as inspeções sanitárias agendadas no Centro, Ponta das Canas, Canasvieiras (Floripa Se Liga Na Rede) e Ingleses (Trato Pelo Capivari) e demais atividades de campo por período de no mínimo 7 dias. Os moradores e proprietários que agendaram inspeções para os próximos dias estão sendo comunicados sobre o cancelamento e informados de que, tão logo os programas retomem suas atividades, serão contactados novamente para o reagendamento. Como medida de precaução, os serviços administrativos e de comunicação também sofreram alterações. O escritório de atendimento à população do Floripa Se Liga Na Rede, na Rua Esteves Júnior, n. 50, sala 605 (Top Tower), Centro, estará fechado no período, com o telefone (48) 3307-1223 indisponível. O mesmo vale para a sede do Trato Pelo Capivari, localizada na Rua Caminho do Sol, 142, Ingleses. Para entrar em contato com as equipes de cada programa, o morador deverá fazê-lo por mensagem de WhatsApp para os números (48) 98821-6499 (Se Liga Na Rede) e (48) 99123-1223 (Trato Pelo Capivari). A retomada das atividades será devidamente informada nos canais oficiais. No início da semana, antes da suspensão da inspeções, ações do Trato Pelo Capivari -- programa da Casan realizado em parceria com a Prefeitura de Florianópolis -- resultaram em 8 lacres e 2 multas por crime ambiental, emitidas por fiscal da Floram, contra imóveis dos Ingleses que apresentavam esgoto conectado na rede de drenagem pluvial e extravasamento de fossa. Blitz Sanear As ações de fiscalização da Blitz Sanear -- grupo formado por fiscais e técnicos da Vigilância em Saúde, Floram, Casan, Secretaria de Infraestrutura e ECHOA Engenharia, empresa responsável pelos programas Floripa Se Liga Na Rede e Trato Pelo Capivari -- também foram temporiariamente suspensas. A força-tarefa da Prefeitura de Florianópolis e da Casan chegou a atuar por dois dias, nesta semana, no Ribeirão da Ilha, bairro do Sul da Ilha. A ação resultou em 7 multas por crime ambiental, incluindo em comércio e condomínio de 9 apartamentos na Rodovia Baldicero Filomeno, e 2 lacres.

 

#tratopelocapivari #ingleses  #floripa  #coronavírus  #prevenção

Ações da Blitz Sanear também são interrompidas; força-tarefa atuou, nesta semana, no Sul da Ilha

O programa Trato Pelo Capivari identificou, na manhã de hoje (12/03), um prédio de 28 apartamentos e 4 lojas com fossa extravasando esgoto diretamente na rede de drenagem pluvial em rua paralela à praia dos Ingleses, no Norte da Ilha. Nos testes realizados pela equipe técnica do programa, corante azul, utilizado para determinar se o esgoto do imóvel tem a destinação correta, chegou à praia. Localizado na Estrada Dom João Becker, o condomínio foi multado por fiscal da Floram presente na inspeção. Além do caso de hoje, o Trato Pelo Capivari encontrou, nos últimos dois dias, mais imóveis nos Ingleses com esgoto na pluvial e extravasamento de fossa. Com apoio de fiscais da Vigilância em Saúde e da Floram, as ações resultaram em três lacres e duas multas. Na terça-feira, um condomínio na Servidão Izabel Vieira Pacífico, inspecionado anteriormente pelos técnicos do Trato Pelo Capivari, descumpriu prazo para regularizar as ligações sanitárias e continuava lançando esgoto de tanque e máquina de lavar na rede pluvial. Por conta disso, além do lacre da ligação irregular, o imóvel foi multado pela Floram por crime ambiental. O segundo lacre da ação foi efetuado em extravasor de fossa na Servidão Laureano Pereira dos Santos. Outros três imóveis inspecionados -- situados nas ruas do Engenho e Dante de Patta e na Servidão Cisne Real -- estavam em obras de regularização no momento da inspeção. A Floram prorrogou em uma semana o prazo para o término das adequações. Em caso de descumprimento, serão multados. No dia seguinte, quarta-feira, foi efetuado lacre em ligação irregular de imóvel na Rua Dário Manoel Cardoso. A ação também resultou em multa da Vigilância em Saúde, por conta de extravasamento de fossa em via pública, a um condomínio localizado na Servidão Rita Maria Garcia, endereço próximo a uma das nascentes do Rio Capivari. *O programa* Iniciado em dezembro de 2019, o Trato Pelo Capivari é um programa realizado pela Casan, em parceria com a Prefeitura de Florianópolis, que faz uma varredura nas ligações sanitárias dos Ingleses, com o objetivo de limpar o Rio Capivari e regularizar os imóveis do bairro. A execução é da ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede. De segunda a sábado, a equipe de 22 técnicos inspeciona ligações sanitárias de casas, condomínios e estabelecimentos comerciais espalhados pelo bairro do Norte da Ilha, mediante agendamentos, denúncias e definição prévia de ruas específicas para atuação. Atendendo a uma demanda expressa da população local, o Trato Pelo Capivari conta, desde janeiro, com canal de WhatsApp para receber denúncias de esgoto irregular. As denúncias são filtradas, catalogadas e atendidas por equipe específica. O telefone para contato, que deve ser feito exclusivamente por mensagens de WhatsApp, é (48) 99123-1123.

Nos últimos dias, ações do programa resultam em três lacres de ligações irregulares e três multas

12 de março de 2020.

Trato Pelo Capivari: esgoto de condomínio multado deságua na praia dos Ingleses

Ação na Servidão Ricardo Neves, paralela à SC-403, resulta também em 3 multas por crime ambiental

27 de fevereiro de 2020.

Em apenas uma servidão dos Ingleses, Trato Pelo Capivari efetua 11 lacres de esgoto irregular

Na manhã desta quinta-feira (27/02), o Trato Pelo Capivari efetuou, em apenas uma servidão dos Ingleses, o lacre de 11 ligações de esgoto irregulares, com 3 multas por crime ambiental. Ao todo, 8 imóveis localizados na Servidão Ricardo Neves, pequena via próxima à SC-403, foram alvo da ação do programa. Todos lançavam esgoto na rede de drenagem pluvial, o que configura crime ambiental, de acordo com a legislação. Dos 8 imóveis, 3 tiveram duas ligações clandestinas lacradas -- um deles, inclusive, apresentava os pontos hidráulicos do banheiro conectados irregularmente e lançados diretamente na boca de lobo. O lacre cessa imediatamente a poluição causada pela ligação irregular e agiliza o processo de regularização por parte do morador. Os dados dos casos mais graves foram repassados à Floram para geração de multa, que começa, no caso de esgoto na rede pluvial, em R$ 5.000,00. Em paralelo à ação desta manhã na Servidão Ricardo Neves, que contou com apoio da Vigilância em Saúde e da Intendência dos Ingleses, os 22 técnicos do programa realizaram inspeções previamente agendadas pelos moradores do bairro. De segunda a sábado, o Trato Pelo Capivari inspeciona as ligações sanitárias de casas, condomínios e estabelecimentos comerciais espalhados pelo bairro do Norte da Ilha, com base em agendamentos, denúncias de esgoto irregular e definição prévia de ruas específicas para atuação. Iniciado em dezembro, o programa realizado pela Casan, com participação da Prefeitura de Florianópolis, faz uma varredura nas ligações sanitárias dos Ingleses, com o objetivo de limpar o Rio Capivari e regularizar os imóveis do bairro. A execução é da ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede. *Denúncias* - O Trato Pelo Capivari conta com canal de WhatsApp para receber denúncias de esgoto irregular, atendendo a uma demanda expressa da população local. As denúncias são filtradas, catalogadas e atendidas por equipe específica. O telefone para contato, que deve ser feito exclusivamente por mensagens de WhatsApp, é (48) 99123-1123.

Trato Pelo Capivari faz mutirão contra esgoto irregular em rua dos Ingleses, com lacre e multa por crime ambiental

21 de fevereiro de 2020.

Programa utiliza, em ação na Rua Maria da Conceição, máquina de fumaça e caminhão hidrojato

Na manhã desta sexta-feira (21/02), o programa Trato Pelo Capivari realizou um mutirão contra esgoto clandestino na Rua Maria Conceição, nos Ingleses, com lacre de ligação irregular, multa por crime ambiental, novas inspeções, regularizações e a utilização de máquina de fumaça e caminhão hidrojato para desobstruir a rede de drenagem. Participaram da ação a coordenação de campo do Trato Pelo Capivari e seis integrantes do corpo técnico, além de fiscal da Floram. As inspeções na Maria da Conceição, rua localizada entre a Rodovia João Gualberto Soares e a Estrada Dário Manoel Cardoso, tiveram como foco imóveis irregulares com prazos de regularização vencidos, flagrados anteriormente pelo programa lançando esgoto na rede pluvial. Dentre eles, uma casa sofreu lacre e multa no ato por crime ambiental, emitida pela Floram, em valor de no mínimo R$ 5.000,00. Três já se adequaram dentro do prazo, comprovando-se com novos testes a sua regularidade. Durante os trabalhos da manhã, dois equipamentos à disposição do Trato Pelo Capivari e que facilitam o diagnóstico e a solução de problemas com esgoto irregular foram utilizados: o caminhão hidrojato e a máquina de fumaça. O caminhão serviu para desobstruir a rede pluvial, cheia de esgoto proveniente de tanque e máquina de lavar, em frente à casa que sofreu o lacre da ligação irregular. Em outro ponto da rua, a drenagem, também com efluentes visíveis, precisou ser sugada pelo veículo. Os testes com a máquina de fumaça foram realizados em duas bocas de lobo. O equipamento ajuda a identificar onde há conexões que deveriam ser pluviais, mas estão irregularmente conectadas à rede de esgoto.

Após denúncias, ação do Trato Pelo Capivari resulta em lacres, autuações e multa por esgoto irregular nos Ingleses

19 de fevereiro de 2019

Casas e condomínios lançavam esgoto na rede pluvial ou tinham fossa extravasando em via pública

Atendendo a denúncias da população local, o Trato Pelo Capivari efetuou na manhã de hoje (19/02), em ação com apoio da Vigilância em Saúde, dois lacres, três autuações e uma multa por esgoto irregular no bairro dos Ingleses, Norte da Ilha. As casas e os condomínios que sofreram as penalidades apresentavam, dentre as irregularidades encontradas pelo programa, esgoto conectado na rede pluvial e extravasamento de fossa em via pública. Os lacres foram realizados em duas casas da Servidão Domingos Luiz dos Santos. Ambas lançavam esgoto na rede pluvial, que, neste endereço, deságua diretamente no Rio Capivari. O lacre cessa imediatamente a poluição causada pela ligação irregular e agiliza o processo de regularização por parte do morador. Com fossa extravasando na via pública, três condomínios -- na Servidão Ayrton Senna, Rua Abelardo Manoel dos Santos e Servidão Domingos Luiz dos Santos -- foram autuados por fiscal da Vigilância em Saúde que acompanhava a equipe do Trato. Os imóveis têm 72 horas para sugar o conteúdo da fossa, interromper o lançamento e adequar o sistema de tratamento. Se descumprirem o prazo, os proprietários serão multados. Este foi o caso de um condomínio localizado na Rua Paulina Marques dos Santos. Autuado por extravasamento de fossa, o imóvel não resolveu o problema no prazo estipulado. O Trato Pelo Capivari, então, retornou ao endereço com a Vigilância em Saúde, que emitiu no ato multa no valor de R$ 500,00 por apartamento. A ação de hoje, com lacres, autuações e multa, teve como base informações fornecidas por moradores dos Ingleses. O Trato Pelo Capivari abriu, em janeiro, canal de WhatsApp para receber denúncias de esgoto irregular, atendendo a demanda expressa da população do bairro. As denúncias são filtradas, catalogadas e atendidas por equipe voltada especificamente a tal fim, em inspeções que contam com o apoio de fiscais da Floram e da Vigilância em Saúde. O telefone para contato, que deve ser feito exclusivamente por mensagens de WhatsApp, é (48) 99123-1123. Além disso, os 22 técnicos do Trato Pelo Capivari realizam inspeções diárias, de segunda a sábado, em casas, condomínios e estabelecimentos comerciais espalhados pelo bairro do Norte da Ilha, a partir de agendamentos e da definição prévia de ruas específicas para atuação. Iniciado em dezembro, o programa realizado pela Casan, com participação da Prefeitura de Florianópolis, pretende fazer uma varredura nas ligações sanitárias dos Ingleses, ao longo de oito meses, com o objetivo de limpar o Rio Capivari e regularizar os imóveis do bairro. A execução é da ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede.

A equipe do programa Trato Pelo Capivari começou a semana efetuando 9 lacres de ligações irregulares de esgoto no bairro dos Ingleses, em ação realizada na manhã desta segunda-feira (03/02). Todos os lacres foram feitos na Servidão Netuno, nas proximidades de uma das nascentes do Rio Capivari. Resultado de inspeções do programa, que detectaram previamente cada irregularidade, e de denúncias da população, cinco casas e um condomínio -- este sofreu 4 lacres -- apresentavam esgoto ligado à rede pluvial, crime ambiental que está se mostrando bastante recorrente no bairro do Norte da Ilha. Houve também um caso de extravasamento de fossa, cujos efluentes vazados chegavam até a boca de lobo na calçada. A equipe do Trato que participou da ação relatou cheiro forte de esgoto na servidão. Além do lacre, os proprietários receberam prazo para adequar os sistemas sanitários dos imóveis. Em caso de descumprimento, sofrerão multa de no mínimo R$ 5.000,00. O lacre faz cessar imediatamente a poluição causada pela ligação irregular: esgoto conectado ilegalmente na rede de drenagem pluvial é despejado, junto com a água da chuva, em fluxos de água próximos -- como o Rio Capivari, que percorre os Ingleses e vai desaguar no mar. Após a interrupção forçada da ligação, os efluentes em pouco tempo começam a voltar para o próprio imóvel, agilizando o processo de regularização por parte do morador. *O programa* Iniciado em dezembro, o Trato Pelo Capivari -- programa realizado pela Casan, com a participação da Prefeitura de Florianópolis -- pretende fazer, ao longo de oito meses, uma varredura nas ligações sanitárias dos Ingleses com o objetivo de limpar o Rio Capivari e regularizar os imóveis do bairro. A execução é da ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede. Com inspeções diárias de segunda a sábado, os 22 técnicos do Trato Pelo Capivari atuam em ruas específicas do bairro, passando em cada casa, condomínio e estabelecimento comercial. O programa também atende a denúncias da população em casos suspeitos de esgoto na pluvial e extravasamento de fossa. O telefone para atendimento, recebimento de denúncias e agendamento de inspeções é (48) 99123-1223.

03 de fevereiro de 2020.

Trato Pelo Capivari: 9 lacres efetuados

nesta segunda-feira nos Ingleses

Trato Pelo Capivari lacra ligação irregular de esgoto nos Ingleses

31 de janeiro de 2020.

Ao longo da semana, programa inspecionou 90 imóveis entre condomínios, casas e estabelecimentos comerciais

Na manhã desta sexta-feira (31/1), a equipe do Trato Pelo Capivari lacrou a ligação irregular de esgoto de um condomínio nos Ingleses, no Norte da Ilha. O imóvel, localizado na Rua Maria Conceição, despejava esgoto diretamente na rede de drenagem pluvial -- um crime ambiental, de acordo com a legislação. Além do lacre, os técnicos do programa realizaram outras vinte inspeções ao longo do dia, encontrando mais quatro casos de esgoto na pluvial. Os proprietários dos locais inspecionados têm até quinze dias (15) para adequar as ligações sanitárias. Do contrário, estarão sujeitos à interrupção forçada da ligação irregular e à multa por crime ambiental de no mínimo R$ 5.000,00. Apenas dois imóveis, dentre os vinte hoje inspecionados pelo Trato, não apresentavam quaisquer irregularidades de esgoto. No balanço da semana, o Trato Pelo Capivari inspecionou 90 imóveis, entre condomínios, casas e estabelecimentos comerciais de grande e pequeno porte, dentre os quais 16 apresentavam esgoto na rede pluvial e apenas 13 mostraram-se sem irregularidades após os testes com corante. Amanhã, sábado, a equipe do programa seguirá com novas inspeções o trabalho de combate ao esgoto irregular nos Ingleses. O programa Iniciado em dezembro, o Trato Pelo Capivari -- programa realizado pela Casan, com a participação da Prefeitura de Florianópolis -- fará uma varredura nas ligações sanitárias dos Ingleses, ao longo de oito meses, com o objetivo de limpar o Rio Capivari e regularizar os imóveis do bairro. A execução é da ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede. Com inspeções diárias de segunda a sábado, os 22 técnicos do Trato Pelo Capivari atuam em ruas específicas do bairro, passando em cada casa, condomínio e estabelecimento comercial. A inspeção, se possível, é realizada na hora; caso contrário, o programa deixa um comunicado solicitando ao morador que agende uma visita. No escopo de atuação, além do pente-fino sistemático, o Trato Pelo Capivari atende a denúncias da população em casos suspeitos de esgoto na pluvial e extravasamento de fossa. O telefone para atendimento, recebimento de denúncias e agendamento de inspeções é (48) 99123-1223.

Nos últimos oito dias de trabalho nos Ingleses, a equipe do Trato Pelo Capivari flagrou 23 imóveis, dentre 61 inspecionados (38%), jogando esgoto diretamente na rede de drenagem pluvial. Para cessar o problema, lacres começaram a ser efetuados nesta sexta-feira (24/01), com duas ligações irregulares interrompidas pela equipe do programa. Os demais casos passarão pelo mesmo procedimento no início da próxima semana. Além das 23 ocorrências de esgoto na pluvial, a equipe encontrou dois imóveis com extravasamento de fossa -- somando os casos, é possível afirmar que, desde o dia 13 de janeiro, mais de 40% das inspeções do Trato Pelo Capivari resultaram no flagrante de irregularidades consideradas graves no bairro dos Ingleses. Os lacres desta manhã aconteceram em imóveis próximos ao Rio Capivari: na Servidão Capivari, que corta o rio, e na Rua Dr. Vânio Colaço, esquina com a Rua da Gaivotas, entre o rio e Praia dos Ingleses. Na ação, a equipe contou com o apoio de fiscal da Vigilância em Saúde. Iniciado em dezembro, o Trato Pelo Capivari -- programa realizado pela Casan, com a participação da Prefeitura de Florianópolis -- fará uma varredura nas ligações sanitárias dos Ingleses, ao longo de oito meses, com o objetivo de limpar o Rio Capivari e regularizar os imóveis do bairro. A execução é da ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede. Com inspeções diárias de segunda a sábado, os 22 técnicos do Trato Pelo Capivari atuam em ruas específicas do bairro, passando em cada casa, condomínio e estabelecimento comercial. A inspeção, se possível, é realizada na hora; caso contrário, o programa deixa um comunicado solicitando ao morador que agende uma visita. No seu escopo de atuação, além do pente-fino sistemático, o Trato Pelo Capivari atende a denúncias da população em casos suspeitos de esgoto na pluvial e extravasamento de fossa. Em algumas ações, há o acompanhamento de fiscais da Vigilância em Saúde e da Floram, do que resultam multas e autuações imediatas. A equipe técnica do Trato Pelo Capivari também recebeu, nesta semana, treinamento da Intendência dos Ingleses para efetuar lacres em ligações sanitárias conectadas na rede de drenagem, o que dará maior agilidade e efetividade no combate diário ao esgoto irregular no bairro.

Com 40% de casos de esgoto na pluvial, Trato Pelo Capivari acelera lacres de ligações irregulares nos Ingleses

24 de janeiro de 2020.

Diante do crime ambiental, os lacres foram autorizados e realizados no ato pela Intendência dos Ingleses. Todos os imóveis inspecionados tiveram suas ligações lacradas pelo mesmo motivo: esgoto conectado na rede de drenagem pluvial. Outras irregularidades, como ausência de caixa de gordura e fossa sobrecarregada, também foram detectadas pela equipe do Trato pelo Capivari. Os oito imóveis situavam-se nos seguintes endereços: Servidão João Patrício, Servidão Laureano José dos Santos, Estrada Dário Manoel Cardoso, Servidão Laureano Pereira dos Santos e Servidão Cisne Real. O Trato pelo Capivari é uma iniciativa da Casan que fará pente-fino, com inspeções diárias de segunda a sábado, nas ligações sanitárias -- onde há rede coletora ativa -- e unidades de tratamento individual no bairro dos Ingleses, tendo como objetivo principal a despoluição do Rio Capivari. As atividades começaram no mês de dezembro e já resultaram em mais de uma dezena de lacres e autuações contra imóveis irregulares. O programa conta com o apoio de fiscais e técnicos da Vigilância em Saúde, Floram e Prefeitura de Florianópolis, sendo executado pela ECHOA Engenheira, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede.

Inspeções do programa Trato pelo Capivari resultaram, nesta manhã de sexta-feira (10/01), no lacre de oito ligações irregulares de esgoto no bairro dos Ingleses. Com apoio de fiscais da Vigilância em Saúde, a equipe do Trato identificou oito imóveis (sete condomínios e uma casa) lançando esgoto na rede pluvial em áreas próximas ao Rio Capivari, que percorre o bairro do Norte da Ilha e deságua na praia.

10 de janeiro de 2020.

Ação do Trato pelo Capivari lacra oito ligações irregulares de esgoto nos Ingleses